Dicas

Saiba como montar um negócio e ganhar dinheiro em casa

homem trabalhando, homem na mesa

Muitas são as motivações que acompanham o desejo por outras alternativas de trabalho. Só que nem todo mundo tem dinheiro suficiente para custear as etapas que demandam a criação de uma empresa, por exemplo.

Em vista disso, é comum ver pessoas negociando produtos e serviços mantendo uma rotina de trabalho em suas próprias residências.

No post de hoje, veja você também como se organizar para ganhar dinheiro em casa!

1. Pense nas coisas de que gosta de fazer

A melhor forma de você trabalhar com paixão é escolhendo as atividades que mais te interessam. E a boa notícia é que a lista de alternativas de negócios para se fazer em casa só aumenta a cada dia.

Essa realidade é possível porque a tecnologia tem nos fornecido meios de desenvolver variadas atividades sem nem mesmo sair do lar.

Sendo assim, leve em conta as suas habilidades e também a experiência e a satisfação. A definição de ramo te levará a um passo adiante na constituição de um negócio, então, faça uma cuidadosa análise inicial. 

2. Analise segmentos para ganhar dinheiro em casa

Vender doces, cosméticos e bijuterias, investir em franquias, trabalhar com prestação de serviços, e marketing, atuar como redator freelancer: tudo isso pode garantir a sua independência financeira no conforto do seu domicílio. Mas antes de optar por uma área, como já comentamos, é preciso pesquisar e analisar.

Veja se o mercado está favorável, converse pessoas que já estão no ramo, participe de grupos nas redes sociais, enfim, não saia atirando para todos os lados nem tome decisões por impulsividade ou desespero.

3. Elabore um plano de negócios

Comece um planejamento, ainda que simples, para estabelecer as estratégias, bem como o tempo disponível para executar as tarefas. A estruturação desse plano precisa ser consistente. Atente-se, principalmente, para os tópicos de análise de mercado, concorrência e estratégias de marketing.

Na internet, você encontra sites que fornecem modelos de plano de negócios. Essas estruturas são ótimas para te dar uma ideia de organização e visão de mercado. Utilize-as considerando o seu contexto.

4. Defina o seu espaço de trabalho

Sejamos realistas: não ter um chefe agrada (e muito!). Mas tudo pode ir por água abaixo se formos negligentes com a organização. A ideia de estarmos no aconchego do lar é instigante, contudo, se não vigiarmos, isso pode nos fazer perder o foco.

Por esse motivo, é imprescindível determinar o canto de trabalho, mesmo que seja o espaço delimitado em apenas uma mesa. Disciplina é a palavra-chave que não deve faltar no seu dicionário. Não confunda ou misture as demandas de casa com as do seu negócio. Muita atenção nisso!

5. Avalie a necessidade de formalização

O seu desejo é o de negociar, vender ou prestar serviços para outras empresas? Nesses casos, o CNPJ é necessário. Quer dar mais credibilidade à sua loja virtual?

Então, não tem como fugir dessa burocracia. Esse tipo de considerações está diretamente ligado àquilo que foi estipulado no planejamento.

Quando você cria o plano de negócios, fica mais fácil entender esta etapa, porque ele te mostra, também, se a sua atividade residencial necessita ou não de um CNPJ na fase inicial do projeto.

No site do Microempreendedor Individual, o registro de pessoa jurídica é fornecido após o preenchimento de um cadastro. O procedimento inicial é online e, após o envio dos dados, você consegue obter o seu número de inscrição. 

Ganhar dinheiro em casa é o sonho de muita gente, mas a falta de planejamento acaba com as expectativas da maioria.

Mas saiba que é, sim, possível projetar o crescimento de seu negócio no conforto de seu lar e ainda ter sucesso.

Portanto, pesquise sobre a atividade de seu interesse, analise a viabilidade e considere a elaboração de um plano de ação.

O conteúdo de hoje foi útil para você? Já se sente preparado para começar a ganhar dinheiro em casa? Compartilhe as suas impressões sobre o assunto deixando um comentário abaixo do post!

Sobre o autor

Gabriel Valle

Formado em Administração de Empresas. Começou com 12 anos e passou por todos os setores, até assumir como CEO em 2010, cargo que ainda ocupa.
Ama o que faz e busca sempre entender e atender à todas as necessidades dos clientes da Valle.

Deixar comentário.

Share This