Revenda

Descubra como emitir nota fiscal para revenda de produto

Escrito por Gabriel Valle

A forma como você emitirá a nota fiscal diz muito sobre seu negócio de revenda e também sobre sua carreira profissional, não só por causa da formalização da venda, mas também por toda a regularização que isso traz para a sua vida financeira.

E aí está a parte boa: ao formalizar suas revendas, você ganha muito mais clientes e benefícios para você e sua família.

Reunimos, neste post, todas as informações sobre como emitir nota fiscal para que você escolha a mais adequada para suas revendas.

Aprenda quais são os tipos de nota fiscal

Para emitir nota fiscal (NF), não basta ir à papelaria, comprar um bloco e começar a preenchê-lo ou baixar o programa de emissão de NF eletrônica e começar a usá-lo. Primeiramente, é preciso ter uma autorização da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), e uma senha, no caso das NF-e.

Nota Fiscal avulsa

É uma NF única, emitida em situações atípicas e esporádicas. Ou seja, se uma revendedora iniciante fecha um bom negócio com uma rede de hotéis, por exemplo, pode recorrer a esse modelo.

Para emiti-la, é preciso, primeiramente, verificar se a prefeitura disponibiliza tal modelo e, então, comparecer à Sefaz — para que ela seja retirada e utilizada. Alguns estados oferecem, inclusive, o modelo eletrônico.

Seu caráter é de exceção, ou seja, o entendimento do governo é que a pessoa não deve utilizá-la regularmente, pois, se houver volume para tal, outro tipo de NF deve ser adotado. Então, pode existir um limite por CPF para sua utilização.

Nota Fiscal Série D ou de venda ao consumidor

Essa NF é muito tradicional para revendas. Também chamada de “nota de balcão”, deve ser emitida para toda venda à vista para o consumidor final.

Ela é obrigatória para negócios que tenham uma receita bruta anual igual ou inferior a R$ 120.000,00, e sua impressão deve ter ordem numerada e com cabeçalho, constando os dados do negócio.

Para emiti-la, é necessário ter a autorização da Sefaz já mencionada.

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

É o equivalente da Nota Fiscal de “balcão” na versão eletrônica. Nesse caso, porém, é preciso ter o software emissor e o certificado digital.

É preciso baixar o programa gratuito da Sefaz ou contratar um sistema terceirizado mais completo, que, além de emitir de acordo com os parâmetros legais, também permite o armazenamento de tais dados.

Isso porque é obrigatório manter o registro de tais transações, bem como utilizá-las para fazer a Declaração para a Receita Federal no caso dos MEIs, por exemplo.

Apesar de parecer complicada, na verdade, é a modalidade mais simples de ser realizada, pois extingue o papel e as dificuldades no preenchimento, já que tudo é automatizado.

Entenda como emitir nota fiscal

E, por falar em preenchimento da NF e suas dificuldades, esse é um conhecimento que precisa ser dominado.

Ao preencher sua NF, independentemente de qual o modelo escolhido, é preciso registrar as informações nos campos corretamente. Elas norteiam a venda, constam o nome da empresa, do cliente e do que foi negociado.

O nome, o tipo e a quantidade de produtos, o valor unitário de cada um, os códigos fiscais, a forma de pagamento, o imposto recolhido, os valores de frete, o desconto, além do total a ser pago, são alguns dos dados obrigatórios.

A NF deve ter duas vias, sendo uma retida para fazer os devidos controles fiscais, e a outra entregue ao cliente. No caso da NF-e, o sistema gratuito não faz o armazenamento, mas os pagos, sim.

Saiba por que vale a pena formalizar seu negócio

E por que isso é importante para suas revendas? Ao formalizar seu negócio, fazendo seu registro como Microempreendedora Individual (MEI), por exemplo, você está assegurando diversos benefícios, como aposentadoria remunerada e INSS.

Além disso, está ampliando seu potencial de negócios. Alguns hotéis somente negociam compra de enxoval, como o da Valle Enxovais, com revendedores que emitam NF, ou uma esteticista, que pode comprar diversas roupas de cama e banho e, depois, procurar como abatê-las na declaração de Imposto de Renda, como itens utilizados em seu trabalho.

Entendeu como emitir nota fiscal? Gostaria de ter acesso a mais conteúdos como este? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro.

Sobre o autor

Gabriel Valle

Formado em Administração de Empresas. Começou com 12 anos e passou por todos os setores, até assumir como CEO em 2010, cargo que ainda ocupa.
Ama o que faz e busca sempre entender e atender à todas as necessidades dos clientes da Valle.

Share This