Dicas

4 dicas de orçamento doméstico que você precisa conhecer

Escrito por Gabriel Valle

Fazer um orçamento doméstico correto é um passo essencial para conseguir concretizar os planos da família, seja de curto prazo, como uma viagem de férias, ou longo, como comprar um apartamento.

Entre os cuidados necessários na hora de fazer o orçamento familiar, está definir receitas e despesas com exatidão, especificando as fixas e variáveis. É essencial, ainda, definir metas familiares, categorizar todo e qualquer gasto, por menor que seja, e criar uma reserva de emergência para despesas que não foram previstas. 

Confira 4 dicas de orçamento doméstico que você precisa conhecer:

1. Comece pelas receitas e despesas

Para fazer um orçamento doméstico correto e eficaz, comece especificando quais são as receitas e as despesas da casa. Além de colocar a categoria e o valor de cada entrada e saída, é importante especificar se ela é fixa ou variável.

Nesse sentido, comece pelas receitas e despesas que você tem todo mês e com pouca variação de valor, como seu salário, condomínio, parcela do financiamento ou aluguel etc. Em seguida, parta para as entradas e saídas variáveis como, por exemplo, alimentação, supermercado e gastos com decoração da casa.

Para ter um orçamento doméstico correto, não deixe ainda de mantê-lo sempre atualizado, seja em relação aos valores das despesas e receitas como, também, em relação às categorias que fazem parte dele.

2. Estipule metas familiares

Se sua família não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve. Para efetivamente alcançar a segurança financeira e realizar os planos familiares mais importantes, estipule metas de finanças que precisam ser atingidas

Pra isso, reúna sua família e discuta com os membros os desejos que têm para curto, médio e longo prazo. Pode ser que os familiares queiram, por exemplo, fazer uma viagem de férias nos próximos meses e, em alguns anos, dar entrada em um apartamento.

Depois de criar as metas em comum acordo com todos da família, é hora de criar um plano para atingi-las. Especifique quanto deve ser economizado todo mês para realizar os sonhos e como vocês conseguirão poupar para atingir as metas que desejam. Talvez seja necessário buscar formas de aumentar a renda familiar, como começar um negócio com baixo investimento.

3. Categorize todo e qualquer gasto

Além de ter receitas e despesas definidas, passo importante na criação e manutenção de um orçamento familiar é a categorização de gastos. Anote, além do valor de cada despesa, a categoria a qual ela pertence como, por exemplo, moradia, lazer, alimentação, mercado etc. 

Ao categorizar os gastos, você pode avaliar se o dinheiro da casa está indo para as áreas que são realmente essenciais. Caso as despesas em categorias relacionadas ao estilo de vida estejam muito altas, pode ser hora de colocar o pé no freio.

4. Crie uma reserva de emergência

Um carro que quebra aqui, um cano que estoura ali. Ter um fundo para gastos que não foram previstos é cuidado importante para manter o orçamento doméstico em dia. Guarde quantia referente a, pelo menos, três meses de despesas da casa em um investimento que ofereça liquidez. Dessa forma, você não precisará recorrer a um empréstimo caso tenha uma emergência doméstica ou problemas relacionados à crise financeira.

Siga essas 4 dicas de orçamento doméstico e aumente a segurança financeira da sua família!

Quer ter acesso a outra dicas como estas? Siga a gente em redes sociais como Facebook, Instagram e YouTube!

Sobre o autor

Gabriel Valle

Formado em Administração de Empresas. Começou com 12 anos e passou por todos os setores, até assumir como CEO em 2010, cargo que ainda ocupa.
Ama o que faz e busca sempre entender e atender à todas as necessidades dos clientes da Valle.

Share This